IMG_0223-removebg.png

EDISON EVARISTO

Cuidando de gente!

 
Buscar



Não adianta dizer que gosto é gosto e cada um tem um. Pois até mesmo nossos gostos, preferências e concepções do que é belo ou feio pode ser induzido pela propaganda e pelo ambiente ao redor. O que é bonito hoje pode ser considerado ridículo amanhã e vice-versa. Há muitos anos vi em um jornal um anúncio sobre a venda de alguns livros raros. Entrei em contato com a pessoa, um senhor bastante idoso, e fui até o local. Um cortiço em São Paulo que não me recordo o bairro. O cortiço tinha um grande portão de ferro muito bem forjado, com lindas figuras e cada detalhe era de uma beleza incrível. As vias internas do cortiço eram de pedras, com calçadas estreitas ladeados por casas térreas e sobrados. Por fora vi que cada construção era uma verdadeira obra de arte com janelas grandes, entalhes nos entornos de portas e janelas e até as calhas pareciam ser verdadeiros artesanatos de extremo bom gosto. Ao entrar na casa desse senhor vi que havia pilhas e mais pilhas de livros em sua sala de estar. Mas a casa era linda. O chão era de madeira e as paredes eram decoradas com protetor de madeira muito bem entalhado, os cômodos eram amplos e altos o que proporcionava ventilação adequada até nos dias mais quentes. O entorno das luminárias eram decorados com entalhes que imitavam flores e ramos. Todos os detalhes da casa eram muito bem pensados. Comprei alguns livros, ganhei outros e fui embora. O senhor estava se desfazendo do que tinha por ter sido obrigado pelos filhos a morar em uma casa de repouso. Ele parecia muito pesaroso. Na saída vi crianças correndo pelas ruas do cortiço e pessoas sentadas confortavelmente nas calçadas como se estivessem em na própria casa. Havia árvores frondosas que proporcionavam sombra aos seus "vizinhos", sem que o chão estivesse quebrado pelas raízes. Tudo ali parece ter sido construído em uma época onde o automóvel não era tão popular. Por alguns momentos quis morar ali. Fiquei pensando de como as construções perderam a qualidade e a beleza. As casas são pequenas e minimalistas, sem nenhum adorno ou algo que valorize sua beleza. Aquele cortiço foi construído para abrigar gente pobre, sem opção de casas nos bairros mais "nobres", mas sua qualidade era superior a de muitas casas de "luxo" atualmente. Hoje em dia muitas pessoas passam a vida pagando um apartamento de 50 metros, apertado, com teto baixo, abafado e sem nenhuma qualidade estética. Possivelmente construídos em locais onde havia lindas casas amplas com quintais e varandas. Lamentável que a gana por lucro tenha tirado a beleza das coisas Que saudade da época em que cada objeto feito pelo ser humano era uma verdadeira obra de arte


Edison Evaristo Conheça-me melhor infoapp.com.br/Edison #CuidandoDeGente

0 visualização0 comentário

"O tempo dura bastante para àqueles que sabem aproveitá-lo" - Leonardo Da Vinci




0 visualização0 comentário

Devido aos constantes prejuízos que a empresa vem sofrendo, o atual prefeito "Guti" decidiu extinguir a empresa e colocar todos os funcionários que nela trabalham na rua. A princípio seria uma solução diante dos prejuízos, mas acredito que outras medidas poderiam ser tomadas.

A primeira medida seria dispensar as centenas de cargos comissionados (apadrinhados da politicagem local) que não servem para absolutamente nada dentro da empresa e que mesmo assim recebem altos salários. Isso já ajudaria a empresa a ter mais dinheiro em caixa.

A segunda medida seria definir melhor quais as funções da empresa, pois ela poderia ser de suma importância na manutenção e zeladoria da cidade que nessa gestão ficou muito a desejar.

A terceira medida seria a mudança para uma gestão competente voltada para o bem estar público e não à politicagem para que a empresa é usada.

A extinção da empresa vai prejudicar apenas os trabalhadores que ganham em média R$ 1200 Reais mensais, pois os apadrinhados da politicagem com certeza serão realocados em outros locais com seus altos salários.

Sobre a postura do prefeito que mentiu em campanha dizendo que não extinguiria a Proguaru nem vou comentar, pois o caráter é algo que qualquer um pode analisar. Alguns aceitam a falta de caráter e outros não.

Mas é claro que com a extinção da empresa, alguma empresa privada sairá ganhando e a cidade sairá perdendo e é por isso que SOU CONTRA A EXTINÇÃO DA PROGUARU.


Edison Evaristo Conheça-me melhor infoapp.com.br/Edison #CuidandoDeGente




0 visualização0 comentário
 

Instagram

@psiquedison

YouTube